Publicado em Deixe um comentário

Conclusão do banco de espécies invasoras … por enquanto!

Acabei de lançar a última planta no banco de espécies de plantas invasoras no território brasileiro do Arquiflora. Ao todo foram compiladas 224 espécies a partir de listas de 3 entidades que estudam o assunto.

Plantas consideradas invasoras são espécies que, uma vez introduzidas em um ambiente natural diferente do seu próprio, interferem nos processos ecológicos do novo local, alterando a regeneração natural da flora, substituindo as espécies de plantas nativas, interferindo na disponibilidade de nutrientes para a fauna, modificando as condições do solo e o equilíbrio hídrico, promovendo, por fim, a perda da biodiversidade animal e vegetal do ecossistema invadido.

De acordo com a resolução nº 7 da Comissão Nacional da Biodiversidade, espécies exóticas invasoras estão entre as principais causas diretas de perda da biodiversidade e extinção de espécies nativas e, segundo o Instituto Horus de desenvolvimento e conservação ambiental, praticamente 70% das plantas listadas como invasoras no Brasil, foram introduzidas com a finalidade ornamental. Esse fato torna muito relevante a correta atuação do profissional paisagista na especificação das espécie de planta em seus projetos.

Continuar lendo Conclusão do banco de espécies invasoras … por enquanto!
Publicado em Deixe um comentário

Olá, Thaumatophylluns!

Nesse fim de semana, enquanto revisava informações de algumas espécies de plantas nativas no Flora Brasil 2020, percebi que algumas espécies do gênero Philodendron foram alterados para o gênero Thaumatophyllum. Fiquei bastante encucada e fui pesquisar.

Descobri que um trabalho publicado em 2018 propôs a reclassificação de 21 espécies de plantas do gênero philodendron para o gênero Thaumatophyllum baseada em evidências moleculares, morfológicas e citológicas. Você pode ler o trabalho nesse link. Essa troca de classificação das espécies de plantas não é algo raro e de vez em quando somos surpreendidos com fatos como esse.

Dentre as plantas que já estão publicadas aqui no Arquiflora, as que mudaram de nome são as seguintes:

Continuar lendo Olá, Thaumatophylluns!
Publicado em Deixe um comentário

Floração do Pau-Brasil

Setembro e outubro são meses de floração do Pau-Brasil! Fique de olho nas ruas da cidade, pois você pode se deparar com espetáculos como esse da acima!

O Pau-Brasil, Paubrasilia echinata, é uma árvore de crescimento lento e de médio porte, que pode chegar a mais de 12m de altura. É uma das espécies recomendadas para plantio em calçadas de logradouros públicos pela Fundação Parques e Jardins do Rio de Janeiro.

Não é difícil reconhecer um Pau-Brasil: suas folhas são compostas, são de um verde escuro e de textura plastificada delicada.

Continuar lendo Floração do Pau-Brasil

Publicado em Deixe um comentário

Como pesquisar espécies de plantas invasoras na base de dados do Instituto Horus

Segundo o Instituto Horus de Desenvolvimento e Conservação Ambiental, espécie exótica invasora é aquela que ameaça habitats, ecossistema ou outras espécies, causando impactos e alterações em ambientes naturais.

De acordo com a Base de Dados Nacional de espécie exóticas invasoras do Instituto, há 198 espécies de plantas consideradas invasoras no território brasileiro.

A ocorrência da invasão de espécies não deve ser considerada por limites físicos, como a divisão do território brasileiro em estados e municípios. O filtro de ocorrências do site apenas registra em que estados e municípios já foram constatadas a invasão de determinada espécie. Uma vez que uma espécie invada determinado ecossistema em determinado estado, ela tem o mesmo potencial invasor em outro estado num ecossistema semelhante.

Para conhecer as espécies de plantas consideradas invasoras no território brasileiro, você pode entrar na base de dados do Instituto em http://bd.institutohorus.org.br/www/, e seguir o passo-a-passo que descrevo abaixo.

Continuar lendo Como pesquisar espécies de plantas invasoras na base de dados do Instituto Horus
Publicado em Deixe um comentário

Como consultar o Flora Brasil 2020 do Jardim Botânico do Rio de Janeiro

O Flora do Brasil 2020 é um projeto do Jardim Botânico do Rio de Janeiro que visa a divulgação de descrições, chaves de identificação e ilustrações de todas as espécies de plantas, algas e fungos conhecidos no país.

Os resultados das buscas no banco de dados, também incluem informações sobre as espécies ameaçadas da flora brasileira, imagens de exsicatas, imagens de plantas vivas e de ilustrações científicas.

Para consultar o banco, visite Flora do Brasil 2020.

Assim que entrar no link, você vai perceber que pode restringir sua pesquisa usando os filtros apresentado no lado esquerdo da tela.

Publicado em Deixe um comentário

O impacto do uso de espécies de plantas invasoras no paisagismo

A introdução de espécies de plantas exóticas consideradas invasoras no paisagismo gera graves impactos ambientais à biodiversidade da flora nativa local. Essas espécies interferem nos processos naturais causando o deslocamento de espécies nativas e alterando cadeias ecológicas naturais.

Segundo o Instituto Horus, entidade de pesquisa e atuação na conservação ambiental, espécies exóticas são aquelas que se encontram fora de sua área de distribuição natural, passada ou presente. Essas espécies se tornam invasoras quando passam a ameaçar habitats, ecossistemas ou outras espécies, causando impactos e alterações em ambientes naturais.

Continuar lendo O impacto do uso de espécies de plantas invasoras no paisagismo

Publicado em Deixe um comentário

As vantagens do uso de espécies de plantas nativas no paisagismo

O uso de plantas nativas no projeto de paisagismo garante a manutenção da biodiversidade local e proporciona alimentação própria para a fauna nativa, inclusive para insetos que ajudam no controle das pragas. Essas plantas também se adequam mais facilmente ao regime de chuvas da região, diminuindo o consumo de água potável para irrigação.

Outro grande benefício do uso de plantas nativas é o cultural: a adoção dessas plantas no paisagismo, coloca as pessoas em contato com a natureza original da região em que habitam, o que muitas delas desconhecem.

Publicado em Deixe um comentário

Sobre os bancos de dados do Arquiflora.rio

Uma das estratégias do Paisagismo Sustentável é o uso de plantas nativas da região em que se está implantando o projeto. O uso dessas plantas ajuda na manutenção da biodiversidade local e proporciona alimentação própria para a fauna nativa, inclusive para insetos que ajudam no controle das pragas. Essas plantas também se adequam mais facilmente ao regime de chuvas da região, diminuindo o consumo de água potável para irrigação.

Outra questão muito importante é a não introdução de espécies de plantas consideradas invasoras no paisagismo. A introdução dessas espécies gera graves impactos ambientais à biodiversidade da flora local. Essas espécies interferem nos processos naturais da flora causando o deslocamento de espécies nativas e alterando cadeias ecológicas naturais.

Pensando em contribuir com o assunto, comecei uma extensa pesquisa sobre a flora nativa dos diversos estados brasileiros e também sobre as espécies que são consideradas invasoras no país. Com o resultado dessas pesquisas, estou alimentando dois bancos de dados aqui no Arquiflora: O Plantas nativas e o Plantas invasoras que podem ser acessadas no menu superior do site.

Continuar lendo Sobre os bancos de dados do Arquiflora.rio